sábado, 30 de janeiro de 2010

Thanks, danke, gracias, grazie, obrigada!!!!!!


Ontem eu fiquei muito triste.... com um nó na garganta que chegava a doer...




Estava vendo no Bom dia Brasil da Globo uma reportagem sobre o Haiti de um carregamento de comida que estava sendo distribuída no país para a população.
A cena é terrível, milhares de pessoas aflitas de tanta fome com os braços levantados para receber os mantimentos.
Uma agitação e desespero que parecia não ter fim!!! Um empurrando o outro, um roubando do outro... simplesmente terrível!!!

O meu pensamento na hora foi de agradecimento.
Sim, de agradecimento por eu ter um lar.
De agradecimento por eu ter uma família com saúde.
De agradecimento por eu ter saúde, amigos, estudo, trabalho.
De agradecimento porque eu não preciso me preocupar se vou ter o que comer no dia seguinte.

A gente vive de uma maneira tão frenética que não paramos para pensar o quão agraciados e abençoados somos e ainda por cima podemos passar a vida inteira sem agradecer a Deus, sem procurar ajudar ao próximo, sem sorrir e dar um simples bom dia para as pessoas, sem tentar ser gentil....

Ainda bem que existem pessoas que contradizem a maioria, pessoas que nos servem de modelo, como o nosso orgulho nacional: Doutora Zilda Arns, que teve uma vida inteira dedicada a tentar fazer a vida dos mais necessitados um pouco melhor e que finalizou sua brilhante trajetória neste munto neste Haiti, simplesmente pregando e fazendo o bem. Um verdadeiro e admirável mártir.

VIVA TODAS AS DOUTORAS ZILDA ARNS QUE EXISTEM NO MUNDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ah, antes que eu me esqueça, neste mesmo dia, na hora do café na minha empresa, tive a"felicidade" de acompanhar pela TV os melhores momentos de tooodas as brigas de comida (e olha que não foram poucas) entre Ana Maria Braga e Xuxa...

Comida disperdiçada por aqui.. gente se matando para ter o que comer por aí....

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Razão com emoção ou emoção com razão?

Nesta última quinta-feira ouvindo rádio de noite em meu carro a caminho de um barzinho onde havia marcado encontro com amigas, minha atenção foi presa quando uma locutora (em tom de brincadeira) comentou que era punk trabalhar com os seus companheiros de rádio: um extremamente racional e o outro extremamente emotivo.



Se a gente começar a pensar na razão e na emoção, vai perceber que uma é totalmente o oposto da outra, porém, para termos um equilíbrio em nossa vida, a gente precisa que ambas caminhem juntas.



Posso estar enganada, mas acredito que seja impossível uma pessoa ser metade emoção e metade razão. Sempre acaba pendendo para um lado: ou é mais "cérebro" ou é mais "coração".

Da mesma maneira que não creio na existência de alguém 100% emocional ou 100% racional (pego eu mesma como exemplo: sou muito emotiva, porém em certas situações aprendi a agir mais com o lado racional, como no trabalho).



Imagina só como o mundo seria surtado se nele tivessem pessoas 100% racionais e 100% emotivas (é difícil até de imaginar isso hein? Pessoas extremamente frias, calculistas e previsíveis assim como dramáticos, depressivos e chorões dominariam o mundo! Aff...)



Nós, humanos, somos diferentes dos animais por vários motivos: somos seres pensantes (se bem que as vezes agimos como amebas ambulantes), temos consciência, sabemos dicernir o bem do mal, o certo do errado (pelo menos na teoria) e também agora percebo outra característica: a nossa capacidade de constante “conflito mental” entre a razão e a emoção em várias situações que nos encontramos, e, para cada uma dessas situações, avaliamos o que deverá prevalecer : se a razão ou se a emoção.



Quer ver só:



Você leva uma fechada no trânsito de um babaca, mentalmente a sua razão conflitará com a sua emoção.

Se fosse para agir emocionalmente ao extremo, você devolveria a fechada ou tentava um homícidio (dá vontade de matar esses FDPs!!!).



Porém, nessa ocasião, sabemos que temos que agir com a razão, pois se matarmos o infeliz irá nos complicar lá na frente: iríamos para a cadeia, perderíamos nosso emprego e muitos amigos, faríamos nossos familiares sofrerem, fora o possível remorso que sentiríamos.



Então, como a grande maioria é “equilibrada”, quase que no automático optamos pela melhor escolha nesse momento: a razão.



Agora, você está apaixonadérrimo por alguém.

A razão vai ficar perturbando: "você não conhece a pessoa direito, pode se arrepender mais na frente, sofrer, se decepcionar, para que arriscar e possivelmente quebrar a cara? A possibilidade disso acontecer é grande!"


A emoção vai dizer: “se joga, melhor se arrepender pelo que fez do que pelo que não fez, nada como se apaixonar, amar... é tão bom....”.


Na grande maioria desse casos, a favorita como escolha é a emoção (senão, jamais teríamos romances, namoros, casamentos, laços sentimentais fortes por nossa família, amigos...)


Não existe razão sem emoção e nem emoção sem razão.

Precisamos desse "conflito" constantemente, pois a vida é feita de escolhas e para cada escolha é necessário " fazer duelar" a razão com a emoção.



Finalizo com uma frase de Fernando Pessoa e desejo a todos um excelente fim de semana:



"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar."

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Improvável não se divertir!!!


Hoje minha postagem vai ser uma sugestão para se divertirem: Os Barbixas.

Para quem nunca ouviu falar, os Barbixas são um grupo teatral formado por Elídio, Anderson e Daniel; que atuam em um espetáculo muito famoso chamado "Improvável".

Durante esse show, o trio em questão faz vários "jogos" diferentes com temas sugeridos pela plateia e totalmente na hora, ou seja, eles precisam fazer esses "jogos" totalmente na base do improviso, deixando cada jogo único e completamente diferente.

O resultado é maravilhoso, pois vemos atores brilhantes e criativos animando de verdade a plateia através da improvisação total.


Por causa do Improvável, a MTV teve a feliz ideia de colocar na grade em 2009 o "Quinta Categoria", com os barbixas e apresentação do Marcos Mion (programa esse totalmente inspirado na peça teatral e também todo feito na base do improviso).

Como o Mion saiu da MTV e foi para a Record, não sei se continua na programação da MTV esse programa em 2010... uma pena...

Porém, durante as "férias" do CQC na Band, será apresentado um programa chamado "É tudo improviso" - que segue a mesma linha do Improvável e do Quinta Categoria, além de contar também com a participação dos Barbixas.

Passa todas as segundas-feiras as 22:15 e serão exibidos 9 programas (por enquanto, pois se o programa agradar, poderá entrar na grade da Band!! Tomara!!)


Como faltam atores por aí com esse dom de nos fazer rir de forma simples e sem apelação!
O "rir" se torna tão natural ao vê-los que contagia e vicia.

Abaixo estou postando 3 vídeos tirados da peça Improvável para vocês terem uma "amostrinha".
Em cada espetáculo, os barbixas convidam atores diferentes para "ajudá-los" no improviso (tirando definitivamente a mesmice de um show para o outro).





Bjos e não esqueçam de conferí-los na Band!!!




video




video



video

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Isso é uma vergonha!!!

Já faz quase uma semana do ocorrido, porém não tem como deixar passar em branco a “pérola” do Boris Casoy:

“No Jornal da Band do último dia 31, o âncora Boris Casoy passou por uma bela "saia justa". Durante o programa, após as felicitações de Ano Novo de uma dupla de garis, o jornalista não percebeu que o microfone estava aberto e falou o que pensava.
‘Que m****... dois lixeiros desejando felicidades... do alto de suas vassouras... dois lixeiros... o mais baixo da escala do trabalho...’, disse Boris Casoy.
O apresentador, por meio da assessoria de imprensa da Band, reconheceu a ofensa que cometeu contra os garis e prometeu se retratar durante a edição de hoje (1) do programa”


(Fonte Redação Yahoo Brasil)

Que m*** mesmo hein?

Vai ver que no alto da escala do trabalho estejam aqueles que faturam horrores por mês e ao invés de agradecer a Deus pela boa colocação profissional, “agradecem” esnobando, humilhando e ridicularizando os mais pobres.

Vai ver que no alto da escala do trabalho estejam alguns políticos, que estão mais para ladrões de colarinho branco pensando em como aumentar sempre mais as já recheadas contas bancárias do que controlar, governar nosso país e criar leis com o intuito de melhorar cada vez mais as condições do povo, para que pessoas como “lixeiros, o mais baixo da escala do trabalho”, tenham condições verdadeiras de poder crescer na vida.

Vai ver que no alto da escala do trabalho estejam pessoas instruídas como o nobre repórter, mas que possuem ideias pequenas, mesquinhas e ignorantes.

Sem mais nada a dizer, para essa declaração a melhor frase é a que, irônicamente, virou bordão e marca registrada de anos do âncora em questão:

ISSO É UMA VER- GO- NHA!!!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Voar

Que maravilha são as férias!!!!

Voltei a Joinville com a bateria carregada para mais um ano que se inicia.



Minhas férias foram divididas prazerosamente entre família e amigos podendo (graças a Deus) realmente descansar (não só o corpo, mas principalmente a mente).



Pude colocar minha leitura em dia, jogar conversa fora, rir, dormir às 6 da manhã e acordar ao meio-dia (nossa como eu gosto de fazer isso!!!), ficar sem fazer nada (como isso é ótimo de vez em quando!), pular as sete ondinhas na virada do ano, ir à praia e pensar na vida ao som do mar... ai ai, como isso é bom!!!



Em uma das minha idas à praia, deitada contemplando o céu limpinho do maravilhoso dia de sol que fazia, pude ter o privilégio de ficar horas olhando-o e deixando meus pensamentos fluirem sem rumo, sem direção...



Lembro-me do instante que vi uma ave tranquilamente plainar sobre esse céu azul e logo que, instantaneamente, minha mente começou a fazer ligação/associação ao voo.



Daí para frente foi uma associação atrás da outra:
Do voo veio a liberdade;
Da liberdade à leveza;
Da leveza à uma pena;
Da pena à fragilidade;
Da fragilidade à vida;
Da vida aos momentos;
Dos momentos às fases;
Das fases à lua;
Da lua ao sol;
Do sol à praia;
Da praia ao verão;
Do verão às férias;
Das férias ao descanso;
Do descanso à calma;
Da calma à paz;
Da paz à harmonia;
Da harmonia à união;
Da união à alegria;
Da alegria à felicidade;
Da felicidade ao amor;
Do amor à ternura;
Da ternura à família;
Da família à estrutura;
Da estrutura ao lar;
Do lar à estabilidade;
Da estabilidade ao trabalho;
Do trabalho à realização;
Da realização ao estudo;
Do estudo ao conhecimento;
Do conhecimento ao mundo;
Do mundo aos lugares;
Dos lugares às viagens;
Das viagens à disponibilidade;
Da disponibilidade ao tempo;
Do tempo às horas;
Das horas aos dias;
Dos dias às semanas;
Das semanas aos meses;
Dos meses aos anos;
Dos anos à renovação e;
Da renovação à 2010!!!



Desejo de coração que o ano de 2010 possa ser 10, 100, 1.000, 100.000 vezes melhor que qualquer outro.

Que a renovação esteja presente em todos os nossos dias (que certamente uns serão mais felizes que outros..).



Um beijão a todos e lhes deixo com uma foto do céu, para vocês voarem cada vez que o admirarem.



O céu pode até ser nosso limite fisicamente falando, mas o pensamento, ah, esse não tem limites...